3 de out de 2009

Como tirar o cliente chato do seu lado.

Todo mundo que trabalha em agência, ou melhor, que tem que agir como se fosse do atendimento, já passou por isso: O cliente chega, senta ao seu lado e lá fica dando pitacos por hora no seu trabalho.
Claro, tem cliente bom, aqueles que dão valor ao nosso trabalho...mas tem aqueles malas, alguns MUITO malas que simplismente travam o processo de criação.
Depois de muita pesquisa, finalmente encontrei 5 soluções básicas para tirar este tipo de cliente do seu lado.

5-ZZZZZZZzzzz..


Dê umas cochiladas do lado do cliente. As vezes você nem vai precisar fingir, basta se relaxar. Mas cuidado pra não apagar de vez.

4- Crie um ambiente inóspito.


O cliente só fica porque o ambiente é confortável. Portanto se esforce para que tal não se sinta bem: Desligue ar condicionado, arrume uma cadeira dura para ele, deixe livros ou monitores crt ocupando o lado da mesa ou até mesmo apele, solte um "futúm", não tome banhos dias antes, deixe restos de comida em cima da mesa, e principalmente, comece a raspar com a unha na frente dele aqueles cotoquinhos que juntam debaixo do mouse...para efeito mais destruidor, tire do mouse e coma.

3-Networking demais!


Se você trabalha com outras pessoas que passam pelo mesmo problema, simplesmente peça a tais que lhe mantenham ocupado.
"Com licença, telefone pra vc", "Ei, dá pra você vir aqui na cozinha, a máquina de café não quer funcionar!", "Oi, desculpa interromper, mas houve um terremoto no seu bairro e acho que sua casa foi dragada por uma vala!"

2-Não dá.


Ser curto e grosso pode ser uma solução! Quando o cara pedir se "dá pra colocar um degradê naquela palavra" simplismente diga que não dá.
Se indagado, invente uma resposta complicadíssima, tipo: "Ah, se eu colocar um degradê ai, não dá pra imprimir, porque a máquina não consegue separar o degradê em camadas, porque a tinta da máquina é de solvente, e solvente evapora, né, ai causa danos na camada de ozônio e hoje o lance é ser natureba porque o Ronaldo brilha muito no curintias"

1-Suma com as cadeiras.



Uma coisa é certa, no chão, cliente não senta.
Um dos fatores que mais levam o cliente a sentar ao seu lado é o fato de haver uma cadeira fácil: "Opa, já que tem uma cadeira aqui, vou ficar por aqui mesmo."
A dica é simples, suma com tudo que possa ser utilizado como assento.
É infalível!

5 comentários:

Anônimo disse...

HAhahA!
mto boas, as que eu mais uso é 4 e a 2.

Tereza Jardim disse...

Genial, rsrsrs...

acho que eu usaria a última mais tranquilamente.

Thiago Antonio disse...

hehehe muito interessante este post.
Apesar de tratar com humor, não tem nada pior que cliente chato. Não é mto o meu caso,mas as vezes aparece um!

gabe kondrat disse...

muito bom, com essas dicas provavel que num tenha nem mais cliente! rsrsr

Num tem coisa pior do que cliente do lado!
As vezes penso que eh melhor trabalhar dentro da empresa de certos clientes para pararem de lotar minha caixa de email, mas seria pior com eles do lado!

GIBA disse...

Acho que sempre falta algum funcionário para fazer o atendimento, formatar as questões pedidas e mudanças e assim te passar já tudo.
Designer não é atendente de agência.
É uma questão de organização mesmo, e isso influi no andamento dos trabalhos.
O cliente quando senta do seu lado quebra esta linha de trabalho da agência, porque ele pensa: "Venha nó ao vosso reino e seja feita MINHA vontade."