20 de mai de 2009

Quando eu crescer eu quero ser...

2 comentários:

  disse...

Isso me lembrou um colega que trabalhou no atendimento de uma agência, o atendimento era um braço da recepção. Entendiam tudo errado.
O sujeito apesar de ir vestido nos trinks para atender clientela, acabava nas reuniões se tornando um trazedor de cafezinho pras salas de reunião.

Anônimo disse...

hahaha, acho que é mais comum do que imaginamos. Aqui tb acontecia isso do atendimento se confundir com recepção